terça-feira, 29 de julho de 2014

Insatisfação X Transtornos Alimentares (Bulimia e Anorexia)

A anorexia e a bulimia são transtornos alimentares, são quadros psiquiátricos graves e perigosos que precisam de tratamentos especializados com médico, psiquiatra, psicólogo, nutricionista, e outros profissionais da área da saúde que podem ajudar na recuperação da pessoa.

Além da abstenção de alimentos por longos períodos, autoimposição de padrões físicos inalcançáveis e rigidez consigo mesma, na bulimia existe a compulsão alimentar e a compensação por purgação ou por provocação de vômitos, tomam laxante, diuréticos, jejuns ou excesso de exercício físico, automutilação nos casos extremos de culpa e raiva de si. Também tem a questão da distorção da imagem corporal, mesmo estando magra, a pessoa se enxerga gorda. Estes transtornos podem levar a doenças físicas graves por desregular e deixar de nutrir o organismo por muito tempo. 

Nesses casos, não é uma questão apenas física e de padrões de beleza. O transtorno alimentar é deslocar para o corpo questões emocionais profundas das quais a pessoa não está preparada para enxergar e falar sobre, então foca no corpo a incapacidade de ser amada, ser desejada e gostar de si mesma, o amor próprio, a autoaceitação e compreender a própria identidade. A principal influência é a relação familiar, é algo que precisa ser explorado.

As pessoas com transtorno alimentar possuem um ideal de beleza inatingível, grande rigidez e crítica com relação a si mesma e aos outros também. Pode aparecer pelas cobranças da sociedade, em casa, na escola, nos esportes que pratica ou por ter uma época em que estava acima do peso e ouviu críticas que possam ter traumatizado.

Vivem a dualidade do amor e ódio, prazer e desprazer, com relação a comida, ao próprio corpo e suas relações. O comer demais ou não comer nada é um sofrimento que traz a dificuldade de autoaceitação, autoconfiança e autoestima fragilizada. Não confiam em si mesmas e dificilmente confiam nos outros para se permitir ser cuidada.

É necessário trabalhar com esta pessoa a autoestima, autoconfiança, autoaceitação, as relações pessoais, aprofundar nas questões emocionais para as quais não está querendo olhar e ajudar com a capacidade de cuidar de si, aprendendo a se nutrir corretamente e também de afeto.




#loveyourbody #ameseucorpo #stopbodyhating



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua contribuição para o Blog! Namastê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...